quinta-feira, 17 de agosto de 2017

# 11



Capa de Maria João Worm.

Colaborações de:
Abel Neves, Alberto Pimenta, Alexandre Esgaio, Ana Biscaia, 
Ana Menezes, Antoine Sarnago, António Barahona, 
Bárbara Assis Pacheco, Bruno Borges, Cláudia Dias, Daniela Fortuna, Débora Figueiredo, Dede Fernandes, Dedo Mau, Elisabete Marques, Emanuel Jorge Botelho, E. M. de Melo e Castro, Gil de Carvalho, Guilherme Faria, Hugo Pinto Santos, Inês Dias, Isabel Baraona, 
Isabel Nogueira, Jaime Rocha, João Chambel, João Concha, 
João Paulo Esteves da Silva, Jorge Roque, José Feitor, 
Manuel A. Domingos, Manuel de Freitas, Manuel Diogo, 
Manuel Machado, Maria da Conceição Caleiro, Maria João Worm, Miguel de Carvalho, Miguel Martins, Pablo Fidalgo Lareo, 
Pádua Fernandes, Paulo da Costa Domingos, Pedro Burgos, 
Ricardo Álvaro, Ricardo Castro, Ricardo Marques, Rui Baião, 
Tiago Manuel, Urbano e Zepe.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

segunda-feira, 10 de julho de 2017

PÕE OS OLHOS NA ÁGUA


"[...] mudar
o mundo (mudá-lo para onde?).
[...]"


José Miguel Silva
in Cão Celeste n.º 8, Lisboa, Dezembro de 2015 | 
Últimos Poemas, Lisboa, Averno, 2017





[Capa de Luís Henriques]

sábado, 22 de abril de 2017

A EITO


Cada verso começa com uma maiúscula
Cada verso é um portal

KILGORE TROUT JR.


Escrevo a eito
Até fazer uma lombada mínima
Assim começo

Nada aqui é fingimento ó pé-de-salsa
Nem o que deveras sinto

Ocupo a clareira da poesia
Para fumar um cigarro em paz

Aí, no bravio descampado
Por minha conta
Estendo-me como uma asa
Ao tráfico da carne

E enquanto travo o fumo cinzento
Procuro palavra a palavra
Outra coisa

Um cão ao sol
Um caderno sensível abandonado num campo

Que alumie no regresso a casa
Os lugares escuros do quarto
E afaste a manhã conformada
Atrás da porta

Para onde não haja nem palha nem grão
Nem bafinho de menino
Ou galo a cantar.


João Almeida, Hotel Zurique,
com capa de Luís Henriques e arranjo gráfico de Pedro Santos, 
Lisboa, Averno, 2017



terça-feira, 11 de abril de 2017