CÃO ATÓMICO


1.

Este cão tem folhas nas orelhas,
Com quatro talos:
Mas o que este cão devia ter era calos,
E só tem olhos e osso
E morrinha num dente!
Mas, meu Deus, este cão
Quase o diria meu irmão:
Parece gente!


2.

Este cão é redondo. Está deitado,
Rosna com gengivas de uivo.
Dizem-me que foi lobo,
Mas perdeu a alcateia
Como os homens perderam a Razão,
Que hoje serve de osso ao cão
Escapo ao cogumelo nuclear,
E por essa razão se foi deitar.


27 de Maio de 1971



Vitorino Nemésio, "Cão Nuclear, Etc. e Bio-Poemas"
in Obras Completas Vol.II – Poesia, Lisboa: INCM, 1989


Comentários