INGEBORG BACHMANN


[...]



Tradução de Matheus Guménin
in Cisma n.º 7, São Paulo, 2015

Comentários